19
Abr 09

   Alguém já se perguntou como é possível fazer-se péssima política? Passo a explicar:

 

    E, o primeiro prémio da categoria "Armado em defensor de colectividades em anos de autárquicas" é? (...) Luís Ferreira, pela espectacular e ternurenta forma como defendeu a Sociedade Gualdim Pais, das garras dos comunas. Esses "patifes" que se infiltram nas colectividades e blá-blá-blá.

 

   Agora falando a sério, eu não sei se choro ou se rio. É que vale mesmo tudo, até misturar alhos com bugalhos. Mas o que é que a Gualdim Pais têm que ver com a CDU? Alguém que me explique, porque eu não sei. Deve ser da ingenuidade, mas o "Cavaleiro-guardião" Luís Ferreira clama pela "Independência da Gualdim Pais". Não sabia que agora se faziam assaltos a instituições e que estas poderiam ser "conquistadas" como no tempo das cruzadas. Aliás respira-se por aqui um ar impregnado com uns quaisquer textos bíblicos do género: "Temos que tomar as colectividades ao infiel [comunas]!"

 

   Palavra de honra, se não têm nada com que falar, então que se cala, pois começa-se a notar uma excessiva poluição de espaços de discussão pública.

 

   Para finalizar, se o Cidadão Bruno Graça se quiser candidatar à Câmara, candidata-se, se não quiser, não se candidata, independente da força política, nem o Sr. Luís Ferreira, nem ninguém pode por isso em causa.

publicado por Antigo Mail às 15:09
tags:

18
Abr 09

   Em breve resumo do panorama autárquico de Tomar, carece ver quais as especificidades de Concelho de Tomar.

À Câmara de Tomar concorreram nas últimas autárquicas:

  • PSD - Eng. António Paiva
  • PS - Carlos Silva
  • CDU - Dr.a Sílvia Serraventoso
  • PP - Manuel Delgado
  • IpT* - Pedro Marques (*Independetes por Tomar)

   Tendo obtido vitória o PSD com António Paiva a conseguir o seu terceiro mandato, cumprindo actualmente o mandato, o Dr. Corvêlo de Sousa, após a saída do anterior presidente, que actualmente gere o QREN.

Para as autárquicas deste ano destacam-se desde já as candidaturas anunciadas de Corvêlo de Sousa pelo PSD e de Becerra Vitorino pelo PS, sendo de esperar a provável candidatura de Bruno Graça pela CDU e de Pedro Marques pelos Ipt, os Independentes por Tomar pretendem desde já formalizar candidaturas a todas as freguesias do concelho, facto que não se constatou no mandato anterior, uma vez que apenas lançaram candidatura à Câmara Municipal e à Assembleia Municipal.

 

Num município com cerca de 40.000 habitantes, Tomar é sempre uma referência no âmbito do Médio Tejo e do Distrito de Santarém, sendo a primeira cidade do distrito, Tomar tem perdido influência tanto ao nível económico com o desaparecimento do tecido industrial como no plano cultural, é de facto o ensino quem ainda tem dinamizado este concelho, avistando-se a não progressão do plano de dotar Tomar de uma dinâmica Turística pensada para ocupar o lugar da indústria. Estes factos levaram o PSD a uma queda de popularidade e, à subida de um grupo de independentes, Tomar de cariz notoriamente conservador tem mantido o PSD na presidência, mas 2009 augura uma viragem na política local nabantina, sendo expectável que não haverá diferenças tão díspares entre candidaturas, como até aqui acontecia. no fundo, falta um projecto sério para Tomar, uma equipa dinâmica que trave o desmoronamento do concelho. Sendo que a opinião pública é clara quanto a um ponto: o PSD em Tomar não resolveu nem de perto nem de longe os problemas estruturais do município, agora o que acontece num concelho onde o conservadorismo que mantém o PSD começa a contrapor os maus resultados operados pela Câmara? Estas eleições o dirão.

 

publicado por Antigo Mail às 15:05
tags:

Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


subscrever feeds
pesquisar
 
Tomar Sentido +1 Demo: Async render
blogs SAPO